Poema: Tudo O Que Eu Sou

E o telefone toca

Eu não atendo

Não posso atender

Não consigo

Não quero

Não posso mesmo comprometer mais a minha dignidade

E os meus princípios

Põr em risco a minha auto-estima

Afetar o meu tecido da realidade

O tecido da minha existência

E tudo o que eu sou

 

2 Comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s